100 Anos de Miguel Arraes, “o maior araripense da história brasileira”

Miguel_Arraes_2

Em 15 de dezembro de 1916 nascia em Araripe, no Ceará, aquele que seria um dos maiores políticos brasileiros do século XX. De família humilde, conhecido como “Pai Arraia” e identificado com as causas populares do sertão nordestino, Miguel Arraes de Alencar foi um dos maiores expoentes da esquerda brasileira.Deputado estadual, federal e governador de Pernambuco por três vezes, teve o primeiro mandato interrompido pela ditadura. Foi preso, levado para Fernando de Noronha e deposto pelos militares, indo se exilar na Argélia em 1965. Beneficiado pela lei da anistia, retornou ao Brasil em 1979. Filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro em 1990, partido que presidiu até sua morte.

Morreu em agosto de 2005, aos 88 anos de idade. Vários eventos em homenagem aos cem anos do nascimento de Miguel Arraes, nas publicações em todos os meios de comunicação do país, ao longo do ano.

O ex-governador de Pernambuco, o saudoso Eduardo Campos, foi uma das pessoas mais ligadas à Arraes. Como seu avô Arraes, Eduardo também deixou sua marca no Estado, pelo seu olhar de transformação social, como um dos melhores governadores do Brasil. Embora, a vida não tenha permitido alcançar talvez um sonho de Arraes, quando um acidente aéreo tirou a vida do jovem político Eduardo Campos, quando concorria para presidente do Brasil nas eleições de 2014.

Este site, com muito orgulho e honra, cede este espaço, como singela homenagem ao maior araripense dos 516 anos de história do Brasil.

Os cem anos de nascimento do político pernambucano, Miguel Arraes, foram celebrados terça-feira (13 de dezembro) em sessão solene do Congresso Nacional. Considerado referência do socialismo no Brasil, o ex-governador de Pernambuco, ex-prefeito de Recife e ex-deputado federal morreu em 2005. A homenagem foi proposta pela senadora Lídice da Mata (PSB-BA).

Uma ampla exposição fotográfica e uma sessão solene no foi realizada no Congresso, com mostra de fotos inéditas da longa vida política do herói brasileiro (como esta ao lado, na volta de seus 14 anos de exílio, após o golpe militar de 1964). As homenagens continuaram na quarta de manhã, com evento organizado pelo diretório nacional do PSB no Hotel Nacional, e à noite com ato político e show com Toquinho, Ivan Lins e Antônio Nóbrega, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Fonte: Portal noticia atual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>